Questões de Português com Prof. Pedrosa - parte XI

Quarta, 3 de Junho de 2020

Questões de Português com Prof. Pedrosa - parte XI

Questões de Português com Prof. Pedrosa - parte XI

A disciplina de língua portuguesa é básica em qualquer concurso público e, portanto, é o tipo de assunto que deve ser revisto frequentemente. Para auxiliar nosso aluno nesta jornada o exímio Prof. Pedrosa vem elaborando uma série de questões, com base nas bancas FGV, FCC e Cespe.

Caso não tenha acompanhado as questões anteriores, nós explicamos: será postada uma questão por dia, de segunda a sexta, preferencialmente na parte da tarde.

Questões de Português - 1:

Analisando a mensagem reflexiva acima, coloque “C” para a afirmativa correta ou “E” para a errada.

1. A oração “ao ser vencido” possui natureza adverbial e se encontra intercalada na sua principal, logo deveria, para atender aos padrões cultos da Língua Portuguesa, estar isolada por vírgulas que poderiam ser substituídas por travessões. ( )
2. O vocábulo “que” introduz uma oração de natureza substantiva que complementa o sentido de uma principal que se encontra subentendida. ( )
3. Há no período três orações subordinadas, sendo que a primeira possui natureza diferente das outras duas, o que é possível ser detectado, devido à presença da conjunção subordinativa integrante “que” a qual a introduz. ( )
4. A locução “para que” poderia ser substituída por “a fim de”, mantendo a correção gramatical e as ideias originais. ( )
5. O termo “fortes e corajosos” se classifica morfologicamente como uma coordenação de adjetivos e sintaticamente como predicativo composto do sujeito. ( )

Questões de Português - 2:

Analisando a mensagem reflexiva acima, coloque “C” para a afirmativa correta ou “E” para a errada.

1. A vírgula imediatamente após o substantivo “silêncio” foi bem empregada, pois isola uma expressão de natureza adverbial intercalada. ( )
2. O vocábulo “que” se classifica morfologicamente como conjunção subordinativa integrante e introduz uma oração de natureza substantiva. ( )
3. Se a forma verbal “existe” fosse substituída por “Tem”, a correção gramatical não seria prejudicada, embora o sentido original fosse mantido. ( )
4. O vocábulo “ele” se classifica como pronome subjetivo endofórico anafórico e tem como referente o substantivo “silêncio”. ( )
5. A segunda oração do período possui a mesma natureza da expressão “às vezes” e expressa uma consequência da primeira. ( )

Questões de Português - 3:

Analisando a mensagem reflexiva acima, coloque “C” para a afirmativa correta ou “E” para a errada.

1. O infinitivo “Educar” é o sujeito da forma verbal “é” e está sendo caracterizado oracionalmente. ( )
2. O vocábulo “e” se classifica morfologicamente como conjunção coordenativa aditiva e poderia ser substituído por “mas”. ( )
3. Há duas orações subordinadas de natureza substantiva e coordenadas entre si. ( )
4. O vocábulo “vôo” foi acentuado indevidamente, pois a vogal “o” formou hiato com ela mesma. ( )
5. Os termos “asas” e “o vôo” possuem o mesmo valor sintático. ( )

Questões de Português - 4:

Analisando a mensagem reflexiva acima, coloque “C” para a afirmativa correta ou “E” para a errada.

1. O infinitivo “Educar” é o sujeito da forma verbal “é” e está sendo caracterizado oracionalmente. ( )
2. O vocábulo “e” se classifica morfologicamente como conjunção coordenativa aditiva e poderia ser substituído por “mas”. ( )
3. Há duas orações subordinadas de natureza substantiva e coordenadas entre si. ( )
4. O vocábulo “vôo” foi acentuado indevidamente, pois a vogal “o” formou hiato com ela mesma. ( )
5. Os termos “asas” e “o vôo” possuem o mesmo valor sintático. ( )

Questões de Português - 5:

Analisando a mensagem reflexiva acima, coloque “C” para a afirmativa correta ou “E” para a errada.

1. O vocábulo “trás” se classifica morfologicamente como advérbio e expressa ideia de lugar. ( )
2. A segunda oração do período possui natureza adjetiva e restringe a anterior. ( )
3. O vocábulo “que” é um elemento de coesão tanto referencial quanto sequencial e tem como referente um pronome neutro. ( )
4. O termo “aquilo” poderia ser substituído por “o”, mantendo a correção gramatical e as ideias originais. ( )
5. Os vocábulos “aquilo” e “que” são, respectivamente, referente e co-referente. ( )

Questões de Português - 6:

Analisando a mensagem reflexiva acima, coloque “C” para a afirmativa correta ou “E” para a errada.

1. A vírgula imediatamente após a forma verbal “unem”, poderia ser suprimida, mantendo a correção gramatical e o sentido original, por se tratar de pontuação optativa. ( )
2. Se fosse inserida a contração “deles” imediatamente após o vocábulo “nenhum”, não haveria prejuízo para a correção gramatical e o sentido, em linhas gerais, seria preservado. ( )
3. A primeira oração do período possui natureza substantiva, expressa ideia de tempo e mantém relação de verticalidade com a segunda. ( )
4. Caso o substantivo independente “burrinho”, na segunda ocorrência, fosse suprimido, a correção gramatical seria prejudicada, embora o sentido original fosse mantido. ( )
5. O agente da ação verbal da segunda oração do período está representado por um pronome de natureza adjetiva. ( )

Questões de Português - 7:

Analisando a mensagem reflexiva acima, coloque “C” para a afirmativa correta ou “E” para a errada.

1. O termo “de fé” possui natureza substantiva e sintaticamente se classifica como complemento nominal do adjetivo subjetivo “carregada”. ( )
2. O vocábulo “Quem” é denominado pronome condensado e poderia ser substituído pelo termo “Aquele que”, mantendo a correção gramatical. ( )
3. O sujeito da forma verbal “é” se classifica como oracional, pois está representado pela primeira oração, que possui natureza substantiva, sendo chamada de justaposta, por não estar introduzida por conjunção. ( )
4. Os vocábulos “carregada” e “invencível” são formados por processos e formas distintos. ( )
5. O termo “a alma carregada de fé” complementa diretamente o sentido da forma verbal “tem”, que se encontra conjugada no modo indicativo e expressa um fato habitual. ( )

Questões de Português - 8:

Analisando a mensagem reflexiva acima, coloque “C” para a afirmativa correta ou “E” para a errada.

1. A segunda oração do período é a principal da anterior e da subsequente e, por essa razão, exerce papel duplo. ( )
2. O vocábulo “que” se classifica morfologicamente como conjunção subordinativa integrante e poderia ser substituído por “se”, mantendo a correção gramatical e o sentido original. ( )
3. Os termos “o desânimo” e “uma atitude otimista” possuem a mesma natureza e estabelecem entre si um paralelismo sintático. ( )
4. O vocábulo “coisas” se classifica morfologicamente como substantivo universal. ( )
5. Os adjetivos “otimista” e “positivas” estão exercendo uma função sintática compartilhada com os substantivos caracterizados por eles. ( )

Questões de Português - 9:

Analisando a mensagem reflexiva acima, coloque “C” para a afirmativa correta ou “E” para a errada.

1. Uma vírgula poderia ser inserta imediatamente após o substantivo “vezes”, por se tratar de pontuação optativa, uma vez que isola um adjunto adverbial de pequena extensão anteposto à forma verbal. ( )
2. O vocábulo “abismo” foi empregado fora do seu sentido real, ou seja, conotativamente a fim de indicar a profundidade da alma. ( )
3. Seria possível inserir a preposição “a” para combinar com o artigo “o” que precede o substantivo “abismo”, mantendo a correção gramatical e o sentido original. ( )
4. O vocábulo “que” se classifica morfologicamente como conjunção subordinativa integrante e introduz uma oração de natureza substantiva que complementa o sentido da anterior. ( )
5. Caso a última oração do período fosse reescrita como “para que aprendamos a escalar até ao paraíso”, não haveria prejuízo para a correção gramatical e o sentido original seria preservado. ( )

Questões de Português - 10:

Analisando a mensagem reflexiva acima, coloque “C” para a afirmativa correta ou “E” para a errada.

1. Se a expressão “Por mais que” fosse substituída por “a despeito de que”, a correção gramatical e as ideias originais seriam mantidas. ( )
2. A forma verbal “desista” se encontra conjugada no modo imperativo e, por isso, expressa uma ordem a um interlocutor indeterminado. ( )
3. Caso a vírgula imediatamente após o adjetivo “longo” fosse suprimida, haveria prejuízo para a correção gramatical, embora o sentido original fosse mantido. ( )
4. As duas orações do período poderiam ser intercambiadas sem que tivessem que ser separadas por pontuação, preservado os padrões cultos da Língua Portuguesa e, em linhas gerais, o sentido. ( )
5. A primeira oração do período expressa uma ideia de oposição em relação à subsequente, sendo a relação entre elas de verticalidade. ( )

Questões de Português - 11:

Analisando a mensagem reflexiva acima, coloque “C” para a afirmativa correta ou “E” para a errada.

1. Há duas orações no período, sendo ele puro, isto é, formado apenas por subordinação e a relação entre elas é de verticalidade. ( )
2. O vocábulo que se classifica morfologicamente como pronome relativo e sintaticamente como objetivo direto. ( )
3. A segunda oração exerce função sintática de adjunto adnominal e explica a anterior, o que fica comprovado por do seu elemento introdutor. ( )
4. Os vocábulos “aquilo” e “que” são denominados referente e co-referente, respectivamente, sendo que este mantém uma relação endofórica com aquele. ( )
5. As formas “aquilo” e “que” são equivalentes sintaticamente, pertencem à mesma classe gramatical e possuem natureza substantiva. ( )

Questões de Português - 12:

Analisando a mensagem reflexiva acima, coloque “C” para a afirmativa correta ou “E” para a errada.

1. O termo “uma vida feliz” possui natureza substantiva e se classifica sintaticamente como objeto direto interno. ( )
2. O vocábulo “Se” introduz uma oração de natureza adverbial e se classifica morfologicamente como conjunção subordinativa.( )
3. Caso o artigo indefinido “uma” fosse suprimido, a correção gramatical seria mantida. ( )
4. O vocábulo “uma” se classifica morfologicamente como numeral cardinal e possui valor de adjetivo. ( )
5. O período é composto por subordinação e formado por quatro orações, sendo a verticalidade a relação existente entre elas. ( )

Questões de Português - 13:

Analisando a mensagem reflexiva acima, coloque “C” para a afirmativa correta ou “E” para a errada.

1. A segunda oração do período restringe a primeira, o que justifica a relação de verticalidade entre elas. ( )
2. O vocábulo “simples” poderia ser flexionado no plural como “símpleces”, mantendo a correção gramatical. ( )
3. Os termos “verdadeira” e “que encontramos nas coisas simples da vida” estabelecem entre si um paralelismo sintático. ( )
4. O vocábulo “coisas” se classifica morfologicamente como substantivo universal, pois é usado para substituir qualquer nome. ( )
5. Uma vírgula poderia ser inserta imediatamente após a forma verbal “encontramos”, mantendo a correção gramatical, por se tratar de pontuação optativa. ( )

Questões de Português - 14:

Analisando a mensagem reflexiva acima, coloque “C” para a afirmativa correta ou “E” para a errada.

1. O vocábulo “que”, na primeira ocorrência, se classifica morfologicamente como pronome relativo e tem como referente o “O” que o precede. ( )
2. A forma verbal “tem”, na primeira aparição, foi mal empregada e, para que os padrões cultos da Língua Portuguesa fossem respeitados, deveria ser substituída por “há”. ( )
3. O vocábulo “que”, na segunda ocorrência, se classifica morfologicamente como conjunção subordinativa integrante e introduz uma oração de natureza substantiva. ( )
4. Na segunda fala há uma locução verbal cujo verbo principal se encontra no infinitivo pessoal. ( )
5. O vocábulo “hífen” pode ser pluralizado de duas formas e, em uma delas, ocorre perda de acento gráfico. ( )

Questões de Português - 15:

Analisando a mensagem reflexiva acima, coloque “C” para a afirmativa correta ou “E” para a errada.

1. O vocábulo “essa”, nas duas aparições, foi mal empregado e, para que os padrões cultos da Língua Portuguesa fossem respeitados, deveria ser substituído, respectivamente, por “aquelas” e “estas”. ( )
2. Os termos “pelo coronavirus” e “pela corrupção” são equivalentes sintaticamente e possuem a mesma natureza. ( )
3. O substantivo “coronavirus” deveria, a fim de atender aos padrões cultos da Língua Portuguesa, receber acento gráfico na penúltima sílaba por se tratar de uma palavra paroxítona terminada por “u” seguido de “s”. ( )
4. O termo “Essas vidas” seria minorizado, caso a oração fosse transporta para a voz ativa. ( )
5. O vocábulo “essas”, apesar de mal empregado, nas duas aparições, se classifica morfologicamente como pronome demonstrativo exofórico. ( )

Questões de Português - 16:

Analisando a mensagem reflexiva acima, coloque “C” para a afirmativa correta ou “E” para a errada.

1. O vocábulo “que”, imediatamente após o substantivo “tempo”, se classifica morfologicamente como conjunção subordinativa integrante e introduz uma oração de natureza substantiva. ( )
2. No primeiro período há um erro muito comum no dia a dia tanto na linguagem falada quanto na escrita e ele seria corrigido caso a forma verbal “Deixe” fosse substituída por “Deixa” ou o pronome “te” por “lhe”. ( )
3. O vocábulo “te” se classifica morfologicamente como pronome pessoal oblíquo átono e exerce função sintática de objeto indireto do verbo “mostrar”. ( )
4. Há no período duas orações de natureza substantiva justapostas complementando parcialmente os sentidos de suas formas verbais. ( )
5. O vocábulo “muito”, imediatamente antes do substantivo “tempo”, se classifica morfologicamente como advérbio e expressa ideia de intensidade. ( )

Questões de Português - 17:

Analisando a mensagem reflexiva acima, coloque “C” para a afirmativa correta ou “E” para a errada.

1. O vocábulo “quanto” se classifica morfologicamente como advérbio e expressa ideia de quantidade. ( )
2. O termo “duas vezes” possui natureza adverbial e exerce função sintática de adjunto adverbial de tempo. ( )
3. A vírgula imediatamente após o adjetivo “passageira” poderia ser suprimida por se tratar de pontuação optativa. ( )
4. Há no período duas orações subordinadas de natureza substantiva e coordenadas entre si que complementam o sentido de nome transitivo. ( )
5. O vocábulo “que” imediatamente após o substantivo “oportunidades” é um elemento de coesão tanto referencial quanto sequencial e introduz uma oração de natureza adjetiva que exerce função sintática de adjunto adnominal. ( )

Questões de Português - 18:

Analisando a mensagem reflexiva acima, coloque “C” para a afirmativa correta ou “E” para a errada.

1. O sujeito da forma verbal “sabe” é oracional e o seu elemento introdutor é conhecido como pronome condensado. ( )
2. O vocábulo “próprio” se classifica morfologicamente como adjetivo e exerce função sintática de adjunto adnominal. ( )
3. O termo “o valor de cada gota d’água” complementa indiretamente o sentido da forma verbal “sabe”. ( )
4. O vocábulo “Só” poderia ser substituído por “Somente”, que é a sua forma estendida, mantendo a correção gramatical e as ideias originais. ( )
5. Os termos “próprio” e “cada” possuem a mesma natureza e estabelecem entre si um paralelismo sintático. ( )

                                                                            Questões de Português - 19:

Analisando a mensagem reflexiva acima, coloque “C” para a afirmativa correta ou “E” para a errada.

1. O vocábulo “que”, na primeira ocorrência, se classifica morfologicamente como pronome relativo e sintaticamente é o sujeito da expressão verbal “seriam descobertas”. (. )
2. Se a forma verbal “Há” fosse substituída por “Existem”, haveria alteração na ênfase dos termos. (. )
3. Não é possível estabelecer uma voz para a primeira oração do período em virtude de o seu sujeito ser inexistente. (. )
4. Há duas orações de natureza adjetiva restringindo uma mesma principal. (. )
5. O vocábulo “que”, na segunda ocorrência, é um elemento de coesão tanto referencial quanto sequencial e introduz uma oração de natureza adjetiva. (. )

                                                                        Questões de Português - 20:

Analisando a mensagem reflexiva acima, coloque “C” para a afirmativa correta ou “E” para a errada.

1. A expressão “Ainda que” poderia ser substituída pela locução “A despeito de que”, mantendo a correção gramatical e o sentido original. (. )
2. O sinal de dois pontos imediatamente após o substantivo “marcas” foi mal empregado e deveria, para atender aos padrões cultos da Língua Portuguesa, ser substituído por vírgula. (. )
3. O sujeito da forma verbal “depende” é a expressão “seu futuro” expressa na oração anterior. (. )
4. A forma verbal “está” e o advérbio “só” foram acentuados graficamente pela mesmo razão. (. )
5. Se o vocábulo “só” fosse deslocado para imediatamente após o substantivo “escolhas”, não prejuízo para o sentido original. (. )

                                                                       Questões de Português - 21:

Analisando a mensagem reflexiva acima, coloque “C” para a afirmativa correta ou “E” para a errada.

1. O vocábulo “bem” se classifica morfologicamente como advérbio empregado fora da essência e, por isso, é uma palavra derivada. (. )
2. Tanto a segunda oração do primeiro período quanto a do terceiro possuem natureza adjetiva e se classificam como subordinada adjetiva restritiva. (. )
3. A expressão “pode ser esquecido” é tempo composto e estrutura uma voz que é conhecida como passiva verbal também. (. )
4. Se o pronome “você” e o substantivo “Deus” fossem intercambiados, não haveria prejuízo para a correção gramatical, mas a ênfase dos termos seria alterada. (. )
5. O vocábulo “Nunca” se classifica morfologicamente como advérbio e poderia ser substituído por “Não”, mantendo a correção gramatical e o sentido original. (. )