Questões de Português com Prof. Pedrosa - parte XIII

Segunda, 3 de Agosto de 2020

Questões de Português com Prof. Pedrosa - parte XIII

Questões de Português com Prof. Pedrosa - parte XIII

A disciplina de língua portuguesa é básica em qualquer concurso público e, portanto, é o tipo de assunto que deve ser revisto frequentemente. Para auxiliar nosso aluno nesta jornada o exímio Prof. Pedrosa vem elaborando uma série de questões, com base nas bancas FGV, FCC e Cespe.

Caso não tenha acompanhado as questões anteriores, nós explicamos: será postada uma questão por dia, de segunda a sexta, preferencialmente na parte da tarde.

                                                                         Questões de Português - 1:

Analisando a mensagem reflexiva acima, coloque “C” para a afirmativa correta ou “E” para a errada.

1. Para que os padrões cultos da Língua Portuguesa fossem respeitados, deveria ser inserta a preposição “de” imediatamente após o pronome demonstrativo neutro “aquilo” no trecho “... Faça aquilo de que você gosta...”. (. )
2. O vocábulo “mesmo” se classifica morfologicamente como advérbio de afirmação e poderia ser substituído por “realmente”, mantendo a correção gramatical e o sentido original. (. )
3. Há nas frases de aconselhamento um erro que dificilmente é evitado no nosso cotidiano tanto na linguagem falada quanto na escrita e essa transgressão à norma culta seria corrigida, se o pronome “te” fosse substituído por “o”. (. )
4. O vocábulo “que” introduz uma oração de natureza substantiva e se classifica morfologicamente como conjunção subordinativa integrante. (. )
5. O termo “seu coração” é o agente da ação verbal do infinitivo pessoal “guiar”, que estrutura a oração a qual complementa o sentido da forma verbal “Deixe”. (. )

                                                                         Questões de Português - 2:

Analisando a mensagem reflexiva acima, coloque “C” para a afirmativa correta ou “E” para a errada.

1. O vocábulo “que” é uma palavra fórica e tem seu sentido esclarecido por uma situação, e não pelo contexto. (. )
2. A segunda oração do período se classifica como subordinada substantiva predicativa e se encontra reduzida de infinitivo. (. )
3. O vocábulo “como” introduz uma oração de natureza substantiva justaposta e se classifica morfologicamente como conjunção subordinativa. (.)
4. O sujeito da primeira oração do período é a expressão “O que vale dessa vida”, tendo como núcleo o pronome demonstrativo neutro “O”. (. )
5. O vocábulo “O” determina o pronome relativo “que” e poderia ser substituído por “aquilo”, mantendo a correção gramatical e as ideias originais. (. )

                                                                         Questões de Português - 3:

Analisando a mensagem reflexiva acima, coloque “C” para a afirmativa correta ou “E” para a errada.

1. O vocábulo “se” é morfologicamente uma conjunção subordinativa e expressa uma hipótese, apesar de não se classificar sintaticamente. (. )
2. A vírgula imediatamente após o vocábulo “tudo” poderia ser suprimida, por se tratar de pontuação optativa. (. )
3. O vocábulo “tudo” se classifica morfologicamente como pronome demonstrativo neutro e complementa diretamente o sentido do verbo “mudar”. (. )
4. A forma verbal “imagina” poderia ser substituída por “imagine”, mantendo a correção gramatical, embora implicasse mudança na pessoa do interlocutor. (. )
5. O vocábulo “uma”, nas duas ocorrências, se classifica morfologicamente como numeral e expressa ideia de quantidade. (. )

                                                                         Questões de Português - 4:

Analisando a mensagem reflexiva acima, coloque “C” para a afirmativa correta ou “E” para a errada.

1. Se os vocábulos “Nenhum” e “obstáculo” fossem intercambiados, não haveria prejuízo para o sentido original. (. )
2. A vírgula imediatamente após o adjetivo “grande” poderia ser suprimida, mantendo a correção gramatical, embora o sentido original fosse prejudicado. (. )
3. O vocábulo “se” classifica-se morfologicamente como conjunção subordinativa condicional e poderia ser substituído por “caso” sem que a correção gramatical fosse prejudicada. (. )
4. As duas últimas orações do período se encontram na forma reduzida e não possuem a mesma natureza. (. )
5. Os vocábulos “Nenhum”, “grande”, “sua” e “maior” possuem o mesmo valor morfológico. (. )

                                                                         Questões de Português - 5:

Analisando a mensagem reflexiva acima, coloque “C” para a afirmativa correta ou “E” para a errada.

1. O vocábulo “o”, nas duas aparições, se classifica morfologicamente como artigo masculino definido e determina a palavra “que”. (. )
2. Há uma relação anafórica entre os vocábulos “o” e “que” nas duas ocorrências e, por essa razão, aquele é o referente e este, o correferente. (.)
3. O vocábulo “que”, nas duas ocorrências, introduz oração de natureza adjetiva e se classifica morfologicamente como pronome relativo. (. )
4. Há no período uma oração de natureza adverbial expressando uma possível sucessão temporal. (. )
5. A expressão “antes que” se classifica morfologicamente locução adverbial e exerce função sintática de adjunto adverbial de tempo. (. )

                                                                         Questões de Português - 6:

Analisando a mensagem reflexiva acima, coloque “C” para a afirmativa correta ou “E” para a errada.

1. Os vocábulos “Muitas” e “uma” se classificam morfologicamente como pronomes indefinidos e expressam ideia de quantidade, conquanto possuam naturezas distintas. (. )
2. A forma pronominal “lo”, fruto da desinência do infinitivo “R” mais o pronome pessoal oblíquo átono “o”, é endofórica anafórica e tem como referente o pronome de tratamento íntimo “você”. (. )
3. O vocábulo “verdadeiramente” se classifica morfologicamente como advérbio e poderia ser substituído pela locução “de verdade”, mantendo a correção gramatical e as ideias originais. (. )
4. O período poderia ser reescrito como “Apenas uma pessoa pode fazer você, de verdade, feliz, embora muitas possam fazê-lo sorrir.”, mantendo a correção gramatical e o sentido original. (. )
5. O verbo “fazer” é o principal da locução e tem como papel definir o seu campo semântico, sendo que se encontra no infinitivo pessoal, pois possui como agente da sua ação o termo “Muitas pessoas”. (. )

                                                                         Questões de Português - 7:

Analisando a mensagem reflexiva acima, coloque “C” para a afirmativa correta ou “E” para a errada.

1. Se o vocábulo “Apenas” fosse deslocado para imediatamente após o pronome pessoal de tratamento íntimo “você”, a correção gramatical e o sentido original seriam mantidos. (. )
2. A última oração do período possui natureza adjetiva e exerce a mesma função sintática do artigo definido “os” que precede o vocábulo “outros”. (. )
3. O vocábulo “quem” se classifica morfologicamente como pronome condensado e poderia ser substituído por “aquele que”, mantendo a correção gramatical e as ideias originais. (. )
4. Caso fosse inserta a conjunção coordenativa “e” imediatamente antes do advérbio de negação “não”, haveria prejuízo para a correção gramatical. (. )
5. O vocábulo “que” é um elemento de coesão tanto referencial quanto sequencial e resgata o artigo definido “o” que o precede. (. )

                                                                         Questões de Português - 8:

Analisando a mensagem reflexiva acima, coloque “C” para a afirmativa correta ou “E” para a errada.

1. O vocábulo “se” é um pronome integrante do verbo e, por isso, a forma verbal “Ame” se classifica como eventualmente pronominal. (. )
2. A preposição “para” introduz uma oração de natureza adverbial que expressa ideia de finalidade e poderia ser substituída pela locução “afim de”, mantendo a correção gramatical e as ideias originais. (. )
3. O vocábulo “suficiente” se classifica morfologicamente como adjetivo e se encontra empregado fora da essência. (. )
4. Há no período duas orações reduzidas de infinitivo, conquanto possuam naturezas diferentes e elas estão mantendo entre si uma relação de verticalidade. (. )
5. O vocábulo “te” deveria, para que os padrões cultos da Língua Portuguesa fossem respeitados, ser substituído por “o”, pois assim não haveria falta de uniformidade entre os pronomes e as formas verbais. (. )

                                                                         Questões de Português - 9:

Analisando a mensagem reflexiva acima, coloque “C” para a afirmativa correta ou “E” para a errada.

1. A oração “que é urgente” restringe a anterior, possui natureza adjetiva e exerce a mesma função sintática do pronome adjetivo possessivo “sua”. (. )
2. O vocábulo “que”, nas duas ocorrências, se classifica morfologicamente como pronome relativo e exerce função sintática de sujeito. (. )
3. A segunda oração do período complementa diretamente o sentido da forma verbal “deixe”, que se encontra conjugada no modo imperativo. (. )
4. O vocábulo “aquilo”, imediatamente após a forma verbal “deixe”, é o sujeito do infinitivo “tomar”. (. )
5. Se o advérbio de negação “Não” fosse suprimido e feita as devidas adaptações em relação ao emprego de maiúsculas e minúsculas, a correção gramatical seria mantida. (. )

                                                                         Questões de Português - 10:

Analisando a mensagem reflexiva acima, coloque “C” para a afirmativa correta ou “E” para a errada.

1. Há no período duas orações de natureza substantiva complementando diretamente o sentido de suas formas verbais. (. )
2. O vocábulo “quem”, nas duas ocorrências, se classifica morfologicamente como pronome e exerce função sintática de sujeito. (. )
3. Se a vírgula fosse substituída por ponto-e-vírgula, a correção gramatical seria mantida, pois ela separa duas orações que estabelecem entre si um paralelismo de ideias. (. )
4. A forma verbal “fica” se classifica, quanto à predicação, como copulativa e estrutura o predicado da segunda oração. (. )
5. O período é composto por coordenação e a relação entre as duas orações é verticalidade. (. )

                                                                         Questões de Português - 11:

Analisando a mensagem reflexiva acima, coloque “C” para a afirmativa correta ou “E” para a errada.

1. A vírgula imediatamente após o substantivo “sorte” poderia ser suprimida, mantendo a correção gramatical, por se tratar de pontuação optativa. (. )
2. O vocábulo “Quando” expressa ideia de tempo e se classifica morfologicamente como advérbio. (. )
3. O termo “de pessoas determinadas” complementa indiretamente o sentido do sintagma “medo”. (. )
4. A forma verbal “morre”, quanto à predicação, se classifica com transitiva indireta e tem o seu sentido complementado pelo termo “de medo”. (. )
5. Se as orações do primeiro período fossem intercambiadas, ainda assim a separação delas por pontuação seria obrigatória. (. )

                                                                         Questões de Português - 12:

Analisando a mensagem reflexiva acima, coloque “C” para a afirmativa correta ou “E” para a errada.

1. O vocábulo “simples” poderia ser flexionado como “símpleces”, mantendo a correção gramatical e as ideias originais. (. )
2. O vocábulo “que”, nas duas aparições, se classifica como elemento de coesão, o que o faz ser chamado de palavra de retomada ou de resgate. (. )
3. O vocábulo “se” morfologicamente se classifica como pronome pessoal oblíquo átono integrante do verbo e não exerce função sintática. (. )
4. Se o substantivo “esforço” fosse pluralizado, sofreria um fenômeno fonológico chamado de metafonia, assim como “coldre”. (. )
5. A forma verbal “tornam” é eventualmente pronome, pois, no sentido de transformar, obrigatoriamente tem que ser usada com um pronome pessoal oblíquo átono na mesma pessoa dela. (. )

                                                                         Questões de Português - 13:

Analisando a mensagem reflexiva acima, coloque “C” para a afirmativa correta ou “E” para a errada.

1. O vocábulo “porque” poderia ser substituído pela locução “por que”, mantendo a correção gramatical e o sentido original. (. )
2. A vírgula imediatamente após o adjetivo “difícil” poderia ser suprimida, mantendo a correção gramatical, por se tratar de pontuação optativa. (. )
3. A forma verbal “está” se classifica, quanto à predicação, em não nocional. (. )
4. O vocábulo “se” morfologicamente se classifica como pronome pessoal oblíquo átono e introduz uma oração de natureza adverbial. (. )
5. O período é composto por coordenação e a relação entre as duas orações é de horizontalidade. (. )

                                                                         Questões de Português - 14:

Analisando a mensagem reflexiva acima, coloque “C” para a afirmativa correta ou “E” para a errada.

1. O período é composto por três orações e a relação entre todas elas é de verticalidade. (. )
2. O vocábulo “o”, nas duas ocorrências, se classifica morfologicamente como pronome demonstrativo neutro. (. )
3. O vocábulo “que”, nas duas aparições, mantém uma relação anafórica com os seus referentes, que se classificam morfologicamente como artigos definidos. (. )
4. A forma verbal “confunda” está conjugada no modo imperativo e se classifica, quanto à predicação, em transitiva direta e indireta. (. )
5. A oração “Não confunda o com o” é independente sintaticamente, tem funções sintáticas exercidas por outras orações e, por isso, se classifica como a principal do período. (. )

                                                                         Questões de Português - 15:

Analisando a mensagem reflexiva acima, coloque “C” para a afirmativa correta ou “E” para a errada.

1. Os termos “com pequenos carinhos”, “o mundo” e “meu mundo” possuem a mesma natureza. (. )
2. Os vocábulos “o” e “meu” possui o mesmo valor morfológico e exercem a mesma função sintática. (. )
3. Os termos “me” e “o mundo” complementam o sentido do verbo “dar”, que se classifica, quanto à predicação, como transitivo direto e indireto. (. )
4. O vocábulo “só” se classifica morfologicamente como adjetivo e poderia ser substituído por “sozinho”, mantendo a correção gramatical, embora o sentido fique prejudicado. (. )
5. Os termos “feliz” e “meu mundo” estão exercendo a mesma função sintática. (. )

                                                                         Questões de Português - 16:

Analisando a mensagem reflexiva acima, coloque “C” para a afirmativa correta ou “E” para a errada.

1. A segunda oração do período se classifica como subordinada substantiva objetiva indireta e mantém uma relação de verticalidade com a primeira. (. )
2. “daquilo” é a combinação da preposição essencial e gramatical “de” mais o pronome demonstrativo neutro “aquilo“. (. )
3. O trecho “daquilo que dá borboletas no estômago” complementa indiretamente o sentido da forma verbal “gosto, que se classifica, quanto à predicação, como transitiva indireta”. (. )
4. O vocábulo “que” se classifica morfologicamente como pronome substantivo relativo endofórico anafórico e tem como referente um pronome demonstrativo neutro. (. )
5. A forma verbal “dá” se classifica, quanto à predicação, como transitiva direta e indireta e se encontra conjugada no presente do indicativo. (. )

                                                                         Questões de Português - 17:

Analisando a mensagem reflexiva acima, coloque “C” para a afirmativa correta ou “E” para a errada.

1. Se fosse inserida a preposição “de” imediatamente após o vocábulo “Feliz” e contraída com o pronome demonstrativo “aquele”, ficando “daquele”, a correção gramatical não seria prejudicada e as ideias, em linhas gerais, seriam preservadas. (. )
2. O vocábulo “que”, nas três ocorrências, se classifica morfologicamente como pronome relativo e tem como referente um pronome demonstrativo. (. )
3. Nesse período há orações de natureza adjetiva que restringem as suas principais e exercem função sintática de adjunto adnominal. (. )
4. O vocábulo “Feliz” se classifica morfologicamente como substantivo acidental e, por isso, exerce função sintática de sujeito. (. )
5. As quatro orações subordinadas adjetivas restritivas estão coordenadas entre si e, por essa razão, a relação entre elas é de horizontalidade e verticalidade concomitantemente. (. )

                                                                         Questões de Português - 18:

Analisando a mensagem reflexiva acima, coloque “C” para a afirmativa correta ou “E” para a errada.

1. O vocábulo “bastante”, nas duas aparições, se classifica morfologicamente como adjetivo, exerce função sintática de predicativo do sujeito e expressa ideia de suficiência. (. )
2. O período é composto por oito orações, sendo que duas delas se encontram reduzidas de infinitivo impessoal. (. )
3. Os dois períodos poderiam ser fundidos em apenas um, substituindo o ponto imediatamente após o verbo “aplicar” por ponto-e-vírgula e realizando as devidas adaptações em relação ao emprego de maiúsculas e minúsculas, mantendo a correção gramatical e as ideias originais. (. )
4. O termo “o bastante”, nas duas ocorrências, está exercendo função dupla sintaticamente, ou seja, é o predicativo do seu sujeito e também o núcleo do seu predicado. (. )
5. Há uma locução verbal em cada um dos períodos, sendo que os seus verbos auxiliares estão ampliando os campos semânticos dos seus principais, sendo que estes têm como objetivo defini-los. (. )

                                                                         Questões de Português - 19:

Analisando a mensagem reflexiva acima, coloque “C” para a afirmativa correta ou “E” para a errada.

1. Se a forma verbal “Escuta” fosse substituída por “Escute”, a correção gramatical seria mantida, assim como o sentido, em linhas gerais. (. )
2. O adjetivo subjetivo “sábio” e o termo “o silêncio” possuem a mesma natureza, pois exercem a mesma função sintática. (. )
3. No primeiro período a relação existente entre as duas orações é de horizontalidade, uma vez que a primeira não exerce função sintática na segunda e nem esta naquela. (. )
4. O sujeito das orações do primeiro período é o mesmo e se classifica, sintaticamente, como determinado desinencial. (. )
5. Os termos “O começo da sabedoria” e “o silêncio” poderiam, desde que fossem feitas as devidas adaptações em relação ao emprego de maiúsculas e minúsculas, ser intercambiados, sem prejudicar a correção gramatical e ainda preservando o sentido original. (. )

                                                                         Questões de Português - 20:

Analisando a mensagem reflexiva acima, coloque “C” para a afirmativa correta ou “E” para a errada.

1. O vocábulo “para” poderia ser substituído pela locução “afim de”, mantendo a correção gramatical e o sentido original. (. )
2. Há no período uma oração de natureza adverbial reduzida de infinitivo e que, se fosse desenvolvida, teria a forma verbal flexionada como “contivesse”. (. )
3. A expressão “Além de” expressa ideia de inclusão e se classifica morfologicamente como locução adverbial. (. )
4. Os infinitivos são impessoais, pois o questionamento não visa a um interlocutor específico. (. )
5. O vocábulo “que” se classifica morfologicamente como pronome relativo e tem como referente o pronome demonstrativo “o” que o precede. (.)

                                                                         Questões de Português - 21:

Analisando a mensagem reflexiva acima, coloque “C” para a afirmativa correta ou “E” para a errada.

1. O vocábulo “para” poderia ser substituído por “A fim de que”, mantendo a correção gramatical e o sentido original. (. )
2. Para que os padrões cultos da Língua Portuguesa fossem respeitados, deveria haver uma vírgula imediatamente após o substantivo universal “coisa”. (. )
3. O vocábulo “muita” poderia ser substituído por “bastante, sem que houvesse prejuízo para a correção gramatical e para as ideias originais. (. )
4. O verbo “despregar” se encontra no infinitivo pessoal e estrutura o predicado de uma oração de natureza substantiva que exerce a função sintática de sujeito da sua oração principal. (. )
5. O vocábulo “mesmo” se classifica morfologicamente como advérbio e expressa ideia de afirmação. (. )